Jaguar – Sébastien Legar
01 Mar 2008 | Tech House

Notícias

Lady Gaga causa revolta na cena eletrônica de Berlin

Lady Gaga causa revolta na cena eletrônica de Berlin

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Lady Gaga adora causar. Mas dessa vez ela causou foi mal estar, brigas e ressentimentos. Palco: a cena eletrônica mais badalada e “séria” do mundo, a de Berlin. Gaga decidiu fazer uma festa de lançamento do seu próximo disco no Berghain, considerado o melhor clube de musica eletrônica do mundo. O clube tem fama (tinha) de ser underground apesar de famosíssimo e responsável por trazer turistas só para frequentá-lo. Ali, a música eletrônica é (era) levada a sério.

Semana passada Lady Gaga fechou o Berghain para fazer sua festa. E nas listas de discussão de música eletrônica da cidade a morte do clube é dada como certa. Para entrar no Berghain, você precisa passar por uma patrulha visual. Se não forem com a sua cara, você não entra. Pronto. Você também não pode fotografar, se não é expulso. E você também não pode ir ao subsolo, um clube de sexo onde acontece de um tudo se você for mulher.

Em termos de marketing, Gaga e sua equipe não podiam ter acertado mais. “Sou muito louca, sou da noite, sou das drogas, vou ao Berghain”. Mas como diria o músico Criolo, quero ver pagar de louco lá em Abu Dhabi. Pagar de louca em Berlin, em um clube cultuado, pegou muito mal, tanto para a cantora como para o clube, que “se vendeu”, segundo seus frequentadores.

O jornal Der Spiegel decretou a morte da fase underground do clube. E Lady Gaga, bem, “ela é uma celebridade fake que faz a gente ter vontade de vomitar e acha que pode se meter na cena que a gente ama”, disse o site Club Planet.

Gaga já voltou para Londres. Mas a discussão segue na lista de discussão do clube. “Quem essa mulher pensa que é, o que vocês estão fazendo com o clube?”, pergunta um frequentador.

Lady Gaga, que diz adorar Berlin, vai ter que caprichar no modelo da próxima vez. Mas não vai ser para aparecer e chamar atenção dos fotógrafos. Mas para não ser barrada. Ou para não apanhar de um clubber radical.

Fonte: Yahoo

otavio

novembro 1st, 2013

No Comments

Comments are closed.